Figurino não é uma questão de estilo


Roupas podem dizer muito mais do que você imagina. Elas são uma mensagem que você pode vestir. Tendemos a enxergar o vestuário como um acessório puramente estético no dia a dia, mas basta dar uma olhadinha para o cinema para perceber que não é bem assim. Como todo elemento audiovisual em um filme, o figurino tem grande importância na contação de uma história, muitas vezes, até maior do que elementos do próprio roteiro. Duvida? Então segue o fio.

A série Vikings usa do figurino como elemento histórico (foto 1)
Imagine se na próxima novela das seis o elenco trajar-se apenas de calça jeans e camiseta branca. Boa sorte para você identificar qual o cenário em que se passa essa história. São poucas as produções que indicam qual a data exata do enredo. Em uma novela das nove, sem problemas: tempo atual. Mas uma produção "de época" necessita expor qual é essa época. O que seria de Grease sem as jaquetas de couro? Ou de Moulin Rouge sem todo o brilho e luxo? Esses aspectos visuais são essenciais para situar o espectador no tempo. Não fossem por eles, narrativas que se estendem no tempo, como Forrest Gump, precisariam ser acompanhadas de um calendário para cada cena. 

Da mesma forma, as vestimentas orientam o espaço que o enredo se encontra. A era medieval, por exemplo, ocupou séculos de história do mundo, mas quando assistimos ao seriado Vikings, em poucos segundos identificamos que as personagens estão na Europa e, ainda mais especificamente, que são parte do povo nórdico. Isso porque a moda faz parte da cultura e, portanto, manifesta a visão de mundo daquele povo retratado. O mesmo acontece na definição de classes sociais, vide as diferenças nas vestimentas das duas famílias centro da trama "Parasita", grande vencedor do Oscar mais recente. 
As garotas de Oito Mulheres e Um Segredo têm muitas diferenças, mas algo em comum: o bom gosto para roupas (foto 2)
Não apenas, as roupas também refletem a visão de mundo individual de cada personagem. Ainda que todo o elenco situe-se no mesmo tempo e espaço, cada um carrega sua personalidade única que deve ser exposta em cena. Acompanhe a gangue de Oito Mulheres e um Segredo. Elas podem ter muito em comum: são todas mulheres entre 20 e 60 anos, morando na mesma região, contemporaneamente. Mas não é possível dizer que seus looks sejam remotamente parecidos. Cada um tem sua própria essência que ilustra os traços da personalidade de criminosa.

O uniforme do Superman é sua marca registrada (foto 3)
Além de tudo isso, os figurinos são grandes responsáveis pela criação de simbologias - e por que não dizer marcas? - em uma produção. As roupas e acessórios são muito relevantes na identidade visual de uma história; e quanto mais únicos, mais marcantes serão para os espectadores. O ator Daniel Radcliff não é Harry Potter sem os seus óculos redondos. Sem sua capa, botas e o famoso “S” no peito, o Superman é apenas Clark Kent, um jornalista. E os desfiles dos tributos em Jogos Vorazes seriam dispensáveis, não fossem pelas suas roupas extravagantes. 

Já deu para ver que o trabalho do figurinista não é simplesmente estético, não se limita a criar modelitos estilosos. Moda é a criação de uma trama, sem palavras, mas com muito tecido. 

Se você se interessou e quer conhecer outros filmes com roupas marcantes, vem ver o TOP7 melhores figurinos que eu, Lara Bridi, e a Thaynara Junqueira selecionamos no podcast SE7ECast. Caso queira saber mais sobre a importância dos figurinos e conhecer o processo de criação dos figurinos da série Vikings, confira este episódio do Desvestindo a Moda, produção de Thaynara. 

#ParaCegoVer

Foto 1: Cena de guerra da série Vikings: a frente, Peter Franzén, intérprete de "Harald", porta uma espada em uma mão e um escudo em forma de disco na outra. Ele traja uma armadura de couro sobre as vestimentas, além de cintos e munhequeiras do mesmo material e tranças no cabelo. Ao fundo, outros vikings travam batalha.

Foto 2: Pôster do filme Oito Mulheres e Um Segredo: o elenco principal está em pé formando uma linha frente a um fundo infinito. Da esquerda para direita: Rihanna veste calças jeans destroyed largas, jaqueta militar, coturnos e um chapéu rastafari; Awkwafina veste calças bordô, uma jaqueta estampada com couro de cobra, botas de plataforma, um medalhão dourado no pescoço e um gorro de lã. Helena Bonham Carter veste saia sereia preta, camisa branca, sobretudo, botas e laço no cabelo pretos; Cate Blanchett veste calças vermelhas, blazer prateado e botinas de salto em couro; Sandra Bullock veste um vestido curto com rendas e transparência, botas acima dos joelhos em camurça e uma casaco comprido marrom. Mindy Kaling veste um vestido florido, casaco comprido escuro e saltos T-strap; Sarah Paulson veste saia midi plissada azul marinho, suéter rosa, bordô e preto e botas marrons; Anne Hathaway veste um vestido lápis vermelho, jóias delicadas, escarpins e segura um casaco de pele na mão.

Foto 3: Henry Cavill caracterizado como Superman: Ele veste um macacão justo azul com sua logo "S” no peito. Porta uma capa vermelha comprida e botas da mesma cor.

Até a próxima!

0 comentários