Resumo final de semana #13

Os resumos abaixo são do último final de semana, dias 15 e 16 de agosto. No final de cada resumo, você pode conferir a matéria completa no veículo de comunicação, clicando no link.
 

Política 


Aumento da aprovação de Bolsonaro é o maior desde o início do mandato

A pesquisa Datafolha mostrou que a avaliação positiva do presidente Jair Bolsonaro subiu de 32% para 37%, sendo a melhor aprovação desde o início do mandato. A rejeição caiu de 44% para 34%, enquanto os que consideram o governo regular reduziu de 27% para 23%. A pesquisa foi realizada nos dias 11 e 12 de agosto e ouviu 2.065 pessoas. O aumento da popularidade de Bolsonaro em meio a crise sanitária e econômica coincide com a continuidade da distribuição do auxílio-emergencial e com a recente moderação do presidente em alguns temas, como sua relação com o Congresso e o Judiciário. Leia mais em DW

Guedes e Marinho discutem sobre o aumento dos gastos do governo

O governo de Jair Bolsonaro enfrenta uma guerra declarada entre o ministro da Economia, Paulo Guedes, e do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. O motivo é o teto de gastos do governo. Segundo Guedes, Marinho vem liderando toda a movimentação nos bastidores para que o governo amplie as despesas com obras, mesmo que isso signifique estourar o teto de gastos. Para o ministro da Economia, a ampliação dos investimentos do governo será possível ao longo do tempo, mas ele diz que, no momento, é preciso conter o déficit das contas públicas, que pode chegar a R$800 bilhões neste ano. Confira mais sobre o assunto na matéria do Correio Braziliense

Bolsonaro faz mais uma visita ao Nordeste para aumentar sua popularidade 

Jair Bolsonaro vem demonstrando, cada vez mais, interesse na região nordeste do país, com o intuito de aumentar sua popularidade e apoio para a próxima eleição, em 2022. A região têm visões ideológicas próximas às do Partido dos Trabalhadores (PT), e o foco principal do atual presidente é melhor sua imagem. O movimento bolsonarista se aproxima por necessidade eleitoral, já que em 2018 Jair Bolsonaro não ganhou em nenhum estado da região nos dois turnos das eleições. Leia mais no portal do Último Segundo.

Economia

41 milhões de brasileiros estão desempregados, segundo IBGE

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Covid (Pnad Covid-19), divulgada pelo IBGE, aponta que, na semana de 19 a 25 de julho, 41 milhões de brasileiros estavam sem emprego, representando meio milhão a mais do que na semana anterior. Em apenas uma semana, a taxa de desemprego no país passou de 13,1% para 13,7%. No brasil, há 12,9 milhões de desempregados, ou seja, pessoas que tomaram alguma iniciativa para procurar emprego. 28 milhões de pessoas não estão buscando emprego, sendo consideradas inativas, no entanto, afirmaram que gostariam de trabalhar. Confira mais em Correio Braziliense

Auxílio emergencial ajudou brasileiros a não caírem na pobreza

De acordo com uma análise publicada na Folha de S.Paulo, neste domingo (16), cerca de 63 milhões de brasileiros teriam renda per capta inferior a R$348,33, se não fosse pelo auxílio emergencial. Ou seja, ganhar menos de um terço do salário mínimo é o critério usado para determinar a pobreza no país. Com o auxílio, 23,5 milhões deixaram de entrar nesta situação e outros 5,5 milhões saíram da linha da pobreza. Confira outros dados na matéria do Poder 360

Ex-secretário do Tesouro deixa o governo para trabalhar no BTG, fundado por Paulo Guedes

Mansueto Almeida, ex-secretário do Tesouro, deixou a equipe do governo federal para trabalhar no BTG Pactual, fundado pelo atual ministro da Economia, Paulo Guedes. Após o anúncio de demissão no começo de julho, o economista negou que estava de mudança para a instituição privada e que iria definir isso depois da quarentena do governo - periodo que impede qualquer membro do governo federal de repassar informações às iniciativas privadas. Contudo, Mansueto foi anunciado como membro do BTG Pactual antes do fim da quarentena. Além dele, outros integrantes do Ministério da Economia deixaram a pasta e foram para o setor privado, entre eles Eduardo Guardia, que assumiu a presidência da gestão de ativos e ainda era ex-ministro da Fazenda de Michel Temer. Leia mais no portal Último Segundo.

Saúde

Pesquisa aponta que 89% dos brasileiros querem se vacinar contra o coronavírus 

A pesquisa Datafolha mostrou que 89% dos brasileiros pretendem se vacinar contra a Covid-19 assim que a vacina estiver disponível. No entanto, 9% dos entrevistados dizem não querer e 3% não sabem. A pesquisa foi feita nos dias 11 e 12 de agosto e ouviu 2.065 brasileiros, com uma margem de erro de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. Cerca de 40% dos entrevistados acreditam que a vacina estará pronta no primeiro semestre de 2021. Veja mais em G1

Rússia declara que o 1º lote da vacina Sputnik V está pronto

A Rússia iniciou a produção de sua vacina contra a Covid-19 no último sábado (15). Segundo o ministro da Saúde do país, o primeiro lote já está pronto e a vacina deve estar disponível até o final de agosto. A substância foi batizada de Sputnik V e foi o primeiro imunizante contra o novo coronavírus a ser aprovado no mundo. No entanto, a vacina é vista com desconfiança no cenário científico, uma vez que ela passou por dois meses testes com 38 voluntários. Veja a matéria no Poder 360

Estudo realizado pela USP afirma que o coronavírus fica suspenso no ar

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP constatou que o novo coronavírus fica suspenso no ar em micropartículas que foram expelidas pelos portadores da doença. A possibilidade de transmissão pelo ar alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS) e pesquisadores ao redor do mundo no último mês. Segundo os pesquisadores da USP, o monitoramento da qualidade do ar em ambientes fechados mas com ventilação, aliado às medidas de proteção e higiene devem ser importantes no período de reabertura do comércio. Leia mais em Correio Braziliense.

Até a próxima!
Equipe CN.

0 comentários