POLÍTICA E ECONOMIA: dá para aprender vendo filmes e séries?


A gente sabe que o mundo do entretenimento ama fazer críticas ao modo de vida do ser humano, sobre a sua visão diante de acontecimentos e também alertar sobre situações da sociedade. Não seria diferente sobre assuntos mais complexos, como política e economia, que, para muitos - inclusive para mim – é sinal de confusão e dores de cabeça. Por isso, na coluna dessa semana, vou deixar algumas dicas sobre como estar inteirado desses assuntos, vendo filmes e séries.
Billions é uma série original Netflix e conta sobre o confronto econômico entre milionários nos EUA - Créditos: Reprodução/Netflix
Começando por economia, temos a série Billions que conta sobre a disputa dos empresários Bob “Axe” Axerod (Damian Lewis), bilionário e gestor de um fundo de investimentos da Hegde Fund. E Charles “Chuck” Rhode (Paul Giamatti), o US Attorney (espécie de procurador geral no Brasil), que, durante uma campanha contra o capitalismo em Wall Street, declara Axe como principal inimigo. A série mostra como funciona a cabeça dos economistas inseridos no mercado estadunidense e deixa bem claro a questão das compras legais e ilegais no país. 
Fome de Poder é sobre a criação do fast food 
mais famoso do mundo, o Mc Donalds

A série Explicando, da Netflix, tem episódios específicos sobre questões políticas e econômicas, e consegue explicar assuntos muito complexos de forma simples e dinâmica. Obviamente, não são assuntos totalmente aprofundados, mas, para criar uma boa base e despertar curiosidades, é muito boa. Lembrando que a série fala sobre diversos assuntos de forma aleatória e não somente desses em específico. 

O filme O Lobo de Wall Street, conhecido por grande parte das pessoas, é também uma ajuda gigante sobre como funciona uma bolsa de valores, como investir, no que investir, qual o melhor período... e por aí vai. 

Outro filme, e que para mim é o melhor de todos, é o Fome de Poder, que conta sobre a criação da rede de fast food McDonalds, mostrando qual é a verdadeira fonte de renda da empresa, deixando claro que não é a produção de comida rápida que dá lucro. Quem assistiu sabe o que estou falando. 

E falando sobre política, temos a clássica House of Cards. Série que nas primeiras temporadas deixa bem explícita a relação de política entre os próprios políticos, os acordos, as negociações bilionárias, os desvios e a relação dos políticos com os jornalistas. 

Mas para você que não gosta de política, sinto em dizer, vai ser difícil. A política, principalmente no Brasil, é um dos meios que se tem para resolver os problemas, e por mais complexa que pareça, é preciso usá-la em muitas das situações. Ela está em tudo, não tem escapatória. Por isso, se você entende o básico, já é meio caminho andado. 
The Crown conta a história da rainha Elizabeth e seu processo de posso do trono | Creditos: Reprodução/ Internet
A série The Crown (disponível na Netflix) é bem didática nesse quesito. As relações de dinâmica de poder e suas instituições políticas são bem explicadas no decorrer dos episódios. A série mostra como a Inglaterra, mesmo no século XXI, tem a monarquia como uma forte e importante instituição dentro da sua sociedade. A Inglaterra construiu um “legado” durante séculos e é perceptível como ele perdura até hoje de maneira tão influente na política, mesmo dividindo sua influência e poder com o estado democrático. 

Nessas várias séries sobre política é importante dizer como elas estão ligadas aos poderes da democracia e demais instituições. House of Cards fala muito do congresso e do poder executivo, The Crown aborda sobre o parlamento inglês e o papel do primeiro ministro como mediador entre democracia e monarquia, até mesmo em Billions, com temática mais voltada para a economia, fala sobre o papel das procuradorias dos EUA. 

Viu como está tudo bem encaixado? Essas produções conseguem mostrar a importância das instituições, a sua autonomia, seu papel dentro da democracia e outros meios de governabilidade. É como se tudo fosse igual a um jogo de tabuleiro. Quando cada um entende a sua função e a importância do seu papel fica mais claro e dinâmico dentro do poder democrático. As séries e filmes que já foram ditas deixam tudo mais fácil de se entender nos dilemas do dia a dia. Em Billions e House of Cards, é escancarado como a economia e política são movidas pela ambição. Por mais que não te digam ou que você não entenda, é assim que funciona e é assim que sempre vai funcionar. 
The Office conta sobre a rotina de um escritório de forma
bem descontraída. Créditos: Reprodução/ Amazon
Tirando esse peso de política e economia como uma coisa chata, eu também trouxe uma série de comédia que fala sobre esses temas em tom de deboche, tirando um sarro para ser vista de forma mais leve. The Office é a chave. 

The Office (disponível na Amazon Prime) faz muita brincadeira com esse cenário cheio de regras, papéis e chefes para todo lado. A série, disponível na Amazon Prime, trata das relações entre chefe e empregado, empresa e cliente, empresa e concorrentes, como os chefes fazem para ganhar espaço nas corporações, etc. 

Para entender a realidade, a gente pode começar com as ficções para ir se familiarizando com os conceitos básicos, as realidades passadas e ver como as coisas podem seguir no futuro. 

Espero que essas dicas sejam úteis para você começar a entrar nesse mundo totalmente paralelo e que parece muito carregado no dia a dia, mas que é fácil de lidar quando se está familiarizado com os conceitos básicos. Tudo é política e tudo é economia. Elas andam lado a lado, o tempo todo. Não tem como desvencilhar isso da vida real, e por mais que o mundo do entretenimento seja para fugir desse mundo cheio de regras, ele também serve para tratar de assuntos importantes do cotidiano. 

Até a próxima!

0 comentários