Resumão final de semana #09


Os resumos abaixo são do último final de semana, dias 18 e 19 de julho. No final de cada resumo, você pode conferir a matéria completa do jornal clicando no link. 

Política 


Governo propõe nova alternativa para o Fundeb 

O governo enviou uma proposta alternativa para diferentes partidos da Câmara dos Deputados neste sábado (18) sobre o texto que será votado nesta semana sobre o Fundeb, fundo que financia a educação básica no país e que tem vigência até o fim do ano. A proposta do governo só entraria em vigor a partir de 2022, a qual recebeu críticas de parlamentares e educadores. O texto proposto pelo governo não explica o que aconteceria com o Fundeb no ano que vem. A renovação é considerada necessária para reforçar os caixas de estados e municípios para investimento na educação básica. Leia mais no G1.

Seis membros do Governo Federal contraíram o novo coronavírus, incluindo o presidente Jair Bolsonaro 

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou, na tarde desta segunda-feira (20), que está com Covid-19. Milton assumiu a pasta na última quinta-feira (16) e na sua posse havia outros 14 ministros do Governo Federal. O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, também afirmou estar com a doença. Ao todo, já são cinco ministros, sendo eles Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Bento Albuquerque (Minas e Energia), Fábio Wajngarten (Comunicações), Onyx Lorenzoni (Cidadania), Milton Ribeiro (Educação) e o presidente da república. Leia mais no portal do G1.

Presidente diz que projeto de lei das fakes news inibe liberdade de expressão 

No último sábado (18), o presidente Jair Bolsonaro disse que, com a criação de uma lei de combate às notícias falsas, a liberdade de expressão seria limitada. Para o presidente, uma regulamentação mais rigorosa nas redes sociais poderia inibir a livre manifestação de opiniões. Ele acrescentou, também, que quem sentir-se prejudicado deve buscar seus direitos na Justiça. No final de junho, o Senado aprovou um projeto de lei para combater a disseminação de notícias falsas através das redes sociais e outros canais de comunicação. No momento, o texto depende da análise da Câmara dos Deputados. Veja a matéria na íntegra na Agência Brasil.

Economia


IBGE aponta que 716 mil empresas fecharam desde o início da pandemia 

A Pesquisa Pulso Empresa: Impacto da Covid-19 nas Empresas, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que 716 mil empresas fecharam as portas desde o início da pandemia no Brasil. O número equivale a mais da metade das empresas que estavam com as atividades interrompidas no início de junho. Quase todas são de pequeno porte, segmento que teve pouca ajuda do Governo. Do total de negócios fechados temporária ou definitivamente, quatro em cada 10 afirmaram ao IBGE que foi devido a pandemia. Confira mais no EL PAÍS

BNDES aprova R$12 bilhões em suspensão de pagamentos temporários 

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou R$12 bilhões nas suspensões temporárias de pagamentos de parcelas de empréstimos contratados com o banco. Essa medida será concedida pelo prazo de seis meses e abrange mais de 28.500 empresas e, estima-se, ainda, que os clientes beneficiados empreguem mais de 2,5 milhões de pessoas. Confira mais na Agência Brasil

Economia brasileira mostra sinais de recuperação 

O governo federal avalia que o cenário mais difícil da crise pela Covid-19 já passou e que o mercado financeiro nacional já começou a dar os primeiros passos de uma retomada. Segundo um conjunto de dados obtidos desde o início da pandemia no país, o “fundo do poço” foi no mês de abril. A equipe econômica analisou dados do mês de maio que mostraram que os indicadores melhoraram de forma gradual. Os melhores resultados são esperados para o mês de julho. A queda no Produto Interno Bruto (PIB) de 4,7% ainda é mantida por especialistas. Leia mais em Gazeta do Povo.

Saúde


Como as células de defesa podem combater o novo coronavírus 

Uma pesquisa realizada por pesquisadores de Cingapura, publicada na revista Science, aponta para uma nova possibilidade de resposta imunológica mais duradoura contra a covid-19. A defesa realizada por meio dos linfócitos T – células de defesa capazes de matar outras células que já foram invadidas pelo parasita – podem apresentar uma memória da infecção mais longa. Os pesquisadores analisaram 23 pacientes que se recuperaram da Sars, também causada por um tipo de coronavírus, e descobriram que as células T dos recuperados ainda eram capazes de reagir à presença do vírus 17 anos após a infecção. Leia mais no Nexo Jornal

Duas vacinas contra o coronavírus mostraram respostas positivas, diz estudos 

Nesta segunda-feira (20), duas das principais vacinas contra a Covid-19 mostraram resultados positivos em estudos. As vacinas desenvolvidas pela Universidade de Oxford (Reino Unido) e a do laboratório CanSino (China) apresentaram respostas imunes ao vírus e alto índice de segurança. Especialistas brasileiros dizem que esses resultados eram esperados, mas ainda é momento de ter cautela. Ambas estão em processos avançados de testagem e precisam ser avaliadas e aprovadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Matéria completa no portal do G1

Rússia anuncia sucesso em testes de vacina contra a Covid-19 

Nesta segunda-feira (20), a Rússia anunciou ter concluído com sucesso a fase de ensaios clínicos de uma vacina contra a Covid-19. Os voluntários foram vacinados em 23 de junho e serão submetidos, em agosto, a uma nova série de análises de controle para confirmação dos resultados. Em comunicado, o Ministério da Defesa russo afirmou que os resultados de agora mostram que os voluntários desenvolveram uma resposta imunitária como resultado da vacina, sem complicações ou reações indesejadas. Veja a matéria completa no DW.

Até a próxima!
Equipe CN.

0 comentários