Resumão final de semana #07


Os resumos abaixo são do último final de semana, dias 4 e 5 de julho. No final de cada resumo, você pode conferir a matéria completa do jornal clicando no link. 

Política 


Bolsonaro sobrevoa áreas afetadas pelo ciclone em SC 

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobrevoou, no último sábado (4), às áreas afetadas pelo ciclone que passou por Santa Catarina. O ciclone bomba causou desabamentos, destelhamentos e destruição de lavouras na última terça-feira (30). Bolsonaro estava acompanhado de deputados aliados e do Centrão. Após, reuniu-se com a equipe técnica da Defesa Civil do Estado. Leia mais no Terra

STF quer o uso obrigatório de máscaras em templos, comércio e indústrias 

O Supremo Tribunal Federal recebeu, nesta sexta-feira (3), um pedido do Partido Democrático Trabalhista (PDT), que determina o uso obrigatório de máscaras em lugares públicos e fechados. A apresentação do pedido foi devido ao veto do presidente da república, Jair Bolsonaro, que tornava o uso das máscaras não obrigatório em locais como escolas, templos, indústrias e comércio, sendo que o Congresso Nacional já previa o uso nesses ambientes. Matéria completa no portal do G1

Renato Feder recusa convite para ministro da Educação 

Após sofrer uma série de ataques por olavistas, bolsonaristas mais radicais e outras alas, o empresário e atual secretário da Educação do Paraná, Renato Feder, recusou, neste domingo (5), o convite para assumir o cargo de ministro da Educação, feito pelo presidente Jair Bolsonaro. Apesar da escolha ter sido dada como certa na sexta-feira, alguns veículos da imprensa já indicavam, no sábado, que o presidente havia decidido descartar o secretário paranaense de vez. Confira mais no DW.

Economia


BNDES adia linha de crédito para pequenos negócios 

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) comunicou a prorrogação da linha de crédito para pequenas empresas até 31 de dezembro. A medida foi anunciada no último sábado (4), após os R$ 5 bilhões da ampliação de março terem sido totalmente contratados. De acordo com o banco, foram aprovadas 16.318 operações com aproximadamente 15 mil empresas, empregando cerca de 370 mil pessoas desde março. Saiba mais sobre no Gaúcha ZH

Setor aéreo pede socorro e pode custar 1,4 bilhão ao FGTS, diz Caixa Econômica 

O relatório da Medida Provisória 925 sobre a ajuda ao setor aéreo no país pode ser votado, na próxima semana, na Câmara dos Deputados. Com pressão e alterações feitas pelo governo federal, a Caixa Econômica Federal pode sofrer impacto de quase R$1,4 bilhão no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A Caixa pede apoio às lideranças no Congresso para que o trecho sobre o Fundo de Garantia seja preservado e não sofra alterações. Leia mais em CNN Brasil

Menos de 20% do crédito previsto para auxiliar empresários foram concedidos 

De acordo com um levantamento, realizado pelo Ministério da Economia, menos de 20% do crédito previsto em programas de auxílio, durante a pandemia da Covid-19, anunciados pelo governo federal, chegaram até os empresários. Desde o lançamento dos programas, somente R$12,1 bilhões foram desembolsados, valor que corresponde a 17% dos quase R$70 bilhões anunciados para quatro linhas de financiamento. Confira a matéria completa no Poder 360.

Saúde


Anvisa autoriza testes de vacina chinesa contra coronavírus 

Testes para uma vacina contra a covid-19, desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac, foram aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), na sexta-feira (3). O pedido de autorização foi solicitado pelo Instituto Butantan. Os testes correspondem a fase 3 da vacina. Eles serão feitos em larga escala e precisam apresentar eficácia e segurança comprovadas. 9 mil voluntários serão escolhidos entre São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Paraná e Distrito Federal. Leia mais no G1

OMS suspende definitivamente testes com hidroxicloroquina 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) decidiu suspender de forma definitiva o uso da hidroxicloroquina em testes realizados em hospitais pelo mundo. Depois de estudos, foi comprovado que o medicamento não é eficaz para o tratamento efetivo da Covid-19. Mas, de acordo com a OMS, a decisão de suspender o teste se aplica apenas à condução dos testes em pacientes hospitalizados. Outros medicamentos como o lopinavir e o ritonavir também não serão mais testados. Saiba mais na matéria do Poder 360

Ministério da Saúde completou 50 dias sem um ministro no último sábado (4) 

No último sábado (4), o Ministério da Saúde completou 50 dias sem um ministro titular. Hoje, a vaga é ocupada pelo ministro interino, Eduardo Pazzuello e o presidente Jair Bolsonaro não deu sinais para a troca. Desde o início da pandemia, houve três trocas de ministros, sendo o último Nelson Teich, que pediu demissão. Um fato como esse não acontecia desde 1953 com Antonio Balbino que ficou de agosto a dezembro daquele ano. Matéria completa no portal Estado de Minas.

Até a próxima!
Equipe CN.

0 comentários