Coluna | Premiação é o que não falta!



Hoje em dia, a gente sabe que existem inúmeras premiações para inúmeros projetos, seja música, seja cinema, seja teatro. Por mais que estejamos cansados de ouvir sobre a pandemia e como ela mudou muitas das coisas que faríamos neste ano, no cenário das premiações não é diferente. A última premiação do ramo da música, antes da Organização Mundial da Saúde (OMS) emitir o alerta de pandemia pelo novo coronavírus, foi o Grammy Awards. Outras premiações foram adiadas e outras seguem com datas marcadas, mesmo sabendo dos riscos de cancelamento ou adiamento do evento. Mas, você sabe sobre o histórico de origem de premiações, como Oscar, Grammy, EMA ou VMA?

THE ACADEMY AWARDS 

O Oscar é a premiação mais antiga ainda existente e sua função principal é premiar as melhores produções cinematográficas ao redor do mundo. O evento é reconhecido por todo o globo e carrega o título de prêmio mais importante das produções audiovisuais. O Oscar ou The Academy Awards é a mais famosa premiação de cinema do mundo. 

Na década de 1920, o cinema norte americano crescia de forma exponencial por todos os lugares. Nesse mesmo período, várias personalidades do cinema reuniram-se e criaram a Academy of Motion Picture Arts and Sciences (Academia de Artes e Ciências Cinematográficas - AMPAS). A ideia da criação foi dada por Louis B. Mayer, chefe da MetroGoldwyn-Mayer (empresa de produção, distribuição de filmes e programas de TV). Os membros que formavam a Academia decidiram que era necessário criar um evento que premiasse as melhores produções de cinema de cada ano. Assim nasceu o The Oscars. 

A primeira premiação aconteceu no dia 16 de maio de 1929, em um hotel em Los Angeles, e contou com a presença de 270 pessoas que pagaram US$5 (dólares) para assistir à cerimônia. 

Mas, agora, você vai me perguntar: quem vota nos vencedores e quem indica os filmes que concorrem? Então vamos lá. 
Diretor e elenco do filme ‘Paradite’, vencedores do Oscar de Melhor
filme e Melhor Direção na edição 2020 | Reprodução/Internet
Como são muitos filmes lançados por ano, naturalmente, é preciso fazer uma seleção para indicar os concorrentes. Os filmes selecionados para concorrer ao prêmio e a escolha dos vencedores são determinados pelos membros que compõe a Academia, isto é, os membros do AMPAS. Na primeira cerimônia, as escolhas foram feitas pelos 26 membros. Atualmente, acredita-se que o número de membros que possuem direito ao voto chega às 8.500 pessoas. Vale dizer que apenas duas categorias do Oscar são abertas ao voto de todos os seus membros: o prêmio de Melhor Filme e Melhor Filme Estrangeiro. Nas demais categorias é preciso ter uma avaliação mais técnica. 

Ao todo são 51 categorias no Oscar, sendo 11 indicações para cada uma. Poucas variam para menos, como, por exemplo, o prêmio de Melhor Documentário, que são apenas 5 concorrentes. Mas há 4 categorias que são muito importantes e fortemente concorridas na premiação, sendo elas os prêmios de Melhor Filme, Melhor Atriz, Melhor Ator e Melhor Diretor. 

Aliás, na última premiação, em 2020, quem levou os principais prêmios da noite foi o filme ‘Parasite’, que concorria com outras produções impecáveis como ‘Joker’ (Coringa), ‘1917’ e ‘Married Story’ (História de um casamento). A direção do filme ‘Parasite’ ainda levou o prêmio de Melhor Direção, feita por Bong Joon-ho. O Oscar de Melhor Atriz foi para Reneé Zellweger pelo filme ‘Judy’, e Melhor Ator para ninguém menos que Joaquin Phoenix, pela interpretação do Coringa em ‘Joker’
Joaquin Phoenix foi vencedor do prêmio de Melhor Ator, pelo personagem Coringa | Getty Images/Internet

A AMPAS, até 2012, era constituída de 94% de pessoas brancas e, dessas, 77% eram homens e 50% acima de 60 anos. Após sofrer inúmeras críticas da mídia pela falta de diversidade, convites para novos membros da Academia passaram a acontecer com mais frequência. Em 2017, 39% dos novos membros eram mulheres e 30% eram negros. Críticas percorrem a mídia sobre a quantidade de negros indicados e escolhidos como vencedores do Oscar até hoje. A Academia já teve o nome citado em outras polêmicas que podemos deixar para outro dia. 

GRAMMY AWARDS 

Falamos do Oscar e da Academia que o compõe, mas, e a música? Seria o Grammy Awards o Oscar do ramo musical? 

E a resposta é sim! Considerado o “Oscar da indústria musical”, a premiação é feita pela The Recording Academy, dos Estados Unidos, e acontece todo o ano. Assim como a AMPAS, a premiação busca homenagear e premiar os melhores dos melhores, incluindo bandas, artistas solos, músicas, álbuns, videoclipes e muitos outros. 

A votação do Grammy, como outras premiações da indústria musical, não é popular. Ela é feita por membros junto a diretoria da National Academy of Records Arts and Sciences

A primeira cerimônia do Grammy foi realizada no dia 4 de maio de 1959. A premiação, que existe há mais de 60 anos, é exibida para vários países que sempre supera o grande nível de audiência. O gramofone banhado a ouro é o prêmio dos vencedores de cada categoria e foi a inspiração para o nome da premiação. 
Beyoncé Knowles Carter é a segunda mulher mais
indicada ao Grammy na história | Reprodução/Grammy

Até hoje, a banda irlandesa U2 foi a vencedora de 22 das 47 indicações. É a banda mais indicada e premiada na história. O rapper Kanye West teve o total de 55 indicações e 21 conquistas, tornando-se o cantor mais indicado do Grammy. Beyoncé, com seu talento extraordinário, teve 63 indicações desde o início da sua carreira solo, em 2003, ganhando 22 gramofones. Beyoncé chegou ao top 3 das mulheres que mais ganharam a premiação, ficando atrás somente de Aretha Franklin. 

As principais categorias do Grammy são Álbum do ano, Música do ano, Artista Revelação, Gravação do ano entre outras. Ao todo são 64 categorias de todos os estilos: Rap, Pop, Rock, R&B, Jazz e outros. 

Para concorrer às nomeações, os artistas e suas produções precisam estar dentro do prazo de avaliação da Academia. Esse período é contabilizado a partir de 1 de setembro de um ano “x” até 31 de agosto do ano “y”. Nesse período, os artistas, junto com as produtoras, fazem seus planejamentos e lançamentos para concorrerem à premiação. Geralmente, os indicados saem durante o mês de setembro e a premiação acontece na última quinzena de janeiro. 

A revista Billboard faz previsões ao longo do ano contando os lançamentos, o alcance de venda, o top 100 de artistas mais tocados nas rádios do mundo e o nível de influência de cada artista. Este ano, a Billboard já fez uma primeira previsão sobre quais seriam os possíveis indicados para o Grammy Awards - se você ainda não viu, eu escrevi aqui na minha coluna há alguns dias. Clica aqui para ver a matéria e os detalhes que a revista fez sobre os artistas que vêm se destacando no mercado e podem ser indicados neste ano. 

O Grammy, referente a 2019, aconteceu no dia 26 de janeiro de 2020. A artista que mais levou gramofones para a casa foi Billie Eilish. Com apenas 18 anos, a cantora levou 6 prêmios, sendo 4 deles os principais da noite. Cantores como Lizzo, Lin Nas X , Tyler, The Creator e Alicia Keys, se destacaram ganhando prêmios solos e nas suas performances durante o evento. Segundo a Billboard, a premiação referente a 2020 vai ser SUPER concorrida. Nomes como Dua Lipa, The Weeknd, Lady Gaga, Harry Styles e Beyoncé serão os possíveis concorrentes para as premiações principais. 

EMA e VMA 

Seguindo na indústria musical, essas são premiações populares, ou seja, não tem Academias que votam nos artistas. O EMA e o VMA acontecem, assim como as demais premiações, anualmente. 

O MTV Europe Music Awards (EMA) teve seu primeiro evento em Brandenburg Gate, na Alemanha, em 1994, apenas 5 anos após a queda do muro de Berlin. O prêmio, concedido pela Viacon International Media Networks, serve de homenagem para os artistas e músicas dentro da cultura pop.
  
A premiação foi inspirada como uma alternativa do MTV Video Music Awards (VMA), que é realizado nos Estados Unidos. Em contrapartida, o EMA não tem um país fixo, cada edição é em um país diferente. Mas, originalmente, foi criado no Reino Unido. O Europe Music Awards apresenta performances de artistas em destaque e a apresentação dos prêmios de interesse popular. Os prêmios são reflexo do gosto popular internacional e intercontinental. 
Pabllo Vittar fez uma performance no MTV EMA 2019, em Seville, e ganhou o prêmio por voto popular | Reprodução/MTV EMA
Na edição 2019, em Seville, nomes como Pabllo Vittar, Rosalía, Shawn Mendes, Billie Eilish e Taylor Swift foram destaques nas premiações e levaram o prêmio para casa. 

O VMA faz premiações de 1984 e é promovido pela MTV estadunidense, com o objetivo de premiar os melhores videoclipes do ano. Os ganhadores são escolhidos por voto popular, com exceção das categorias técnicas. O evento acontece, na maioria das vezes, na última semana de agosto de todo ano. 

Esse ano, o VMA está marcado para acontecer no dia 30 de agosto, em Nova York. Caso a premiação da MTV aconteça em agosto, será uma das poucas a não ser afetada pela pandemia. O EMA acontece no mês de novembro e, até o momento, não divulgaram data e nem local para o evento. 

Mas uma coisa é certa: existe premiação para TUDO! 

Seja na indústria musical, seja no audiovisual, seja na literatura, seja no teatro, seja no jornalismo, seja na TV, têm premiações para todos os gostos. Particularmente, eu sou mais fã do audiovisual e da música. Mas se você gosta de Records, Comercio e Indústrias, Educação, Serviço e Sociedade, Ciências... vale a pena dar uma procurada. Prêmios a serem entregues é o que não falta.

Até a próxima!

0 comentários